França

Do alto 2: Gassin

img_6143
Continuando o tour das cidades-fofas-no-alto-de-rochedos, outra preciosidade que pode (e deve) ser visitada é Gassin. Como Grimaud, ela está sobre o maciço de Maures, uma região montanhosa situada no Departamento do Var, onde se encontra esta parte de Côte d’Azur vistada.
gassin450x315
(foto de www.suntrop.co.uk)
Ela está localizada na península de St Tropez, bem próxima à cidade, mas separada dela por uma estradinha rodeada de vinhedos. Aqui nesta região, o espaço é valorizado e as vinhas são plantadas até nos canteiros das rodovias, chegando quase até o asfalto.
img_6169
O forte da produção vinícola na região é de rosés, tipo de bebida que combina perfeitamente com o clima quente e o espírito da boa vida do sul da França. Funciona muito bem a qualquer hora (talvez não no café da manhã, mas alguns ainda hão de discordar de mim 😉 ) e mesmo os vinhos da cooperativa de Grimaud (Les Vignerons de Grimaud) são muito gostosos.
Muita gente não curte muito rosés por aqui, mas como ouvimos por lá que este tipo vinho não viaja muito bem, esta tendência pode até ser justificada… Alguns meses antes de viajar experimentei um em um restaurante em São Paulo e não gostei. Experimentei o mesmo vinho lá e era completamente diferente. Será que a teoria tem mesmo um fundo de verdade? Ou foi o cenário que melhorou o gosto do vinho?
Bem…chega de divagações enológicas, mesmo porque eu entendo lhufas de vinho: nada de muita teoria, o bom mesmo é beber :mrgreen:
 
img_6127
Terminando a subida chega-se a uma praça que dá as boas vindas a quem chega à Gassin. Dali é que se tem uma idéia da posição privilegiada da cidade…
img_6145
…com a visão dos vinhedos na planície.
img_6120
Como é de praxe, Gassin parece uma cidade cenográfica, muito bem restaurada e cheia de cantinhos que imploram por fotografias…
img_6128
…especialmente os muros de pedras cheios de primaveras, flor mais que característica do Mediterrâneo e que me acompanharia durante toda a viagem, especialmente na Grécia. Outra flor muito presente em todos os lugares era a bela-emília (nenhuma parcialidade por parte da dona do blog! 😆 ), como nesta parede…
img_6134
Poderia ter ficado mais tempo na cidade, mas havia uma reserva para almoço: mesmo a cidade sendo pequena, vale a pena ir com calma e explorar todos os bequinhos porque sempre há algumas surpresas, como uma torre medieval. Que, neste caso, é chamada de Porta dos Sarracenos, antiga entrada do Castrum (forte de defesa).
 
 
img_6131
Ou poços antigos, como na…Rua dos Poços 🙄
img_6139
São muitos detalhes interessantes e há uma visita guiada ao vilarejo, cujos horários podem ser conferidos nos mapas informativos à entrada de Gassin.
img_6147
Voltando ao ponto de partida, é recomendado caminhar pelas muralhas até chegar à Place deï Barri. Apesar de não ter ficado para comer, sugiro um almoço demorado na ali: são vários restaurantes charmosos, vizinhos de galerias de arte (como a tradicional Galerie deï Barri) e todos com uma super vista panorâmica 🙂
gassin_1
(foto de www.les-plus-beaux-villages-de-france.org)
E ainda dá para visitar as vinícolas…mas isso fica para uma próxima vez. Dá para entender porque os freqüentadores de St Tropez pegam essas estradinhas quando querem um pouco de sossego…
img_6133

_______
Outras viagens…
Para completar a trilogia, faltou visitar Ramatuelle, do ladinho de Gassin. Parece ser uma gracinha também 😉

 
 
 
 
 
 
 

23 Comments

  1. Elisa

    Emíííília,
    Bom dia!!!
    Estou absolutamente encantada com sua lua-de-mel, já imaginava que eu ficaria assim desde o primeiro post que vc escreveu, ainda falando dos preparativos, mas estou cada dia mais surpreendita porque é uma viagem como eu gosto: Sem stress, sem pressa, sem neura de conheçer tudo… Enfim, exatamente como me encanta.
    Dediquei parte deste fim de semana para atualizar-me aqui e devo te confessar que foi difícil (porque eu estava bem atrasada) e fácil porque todos os posts são maravilhosos, com fotos lindas e texto gostoso de ler.
    Quando terminei de ler ontem a noite já estava tão tarde que nem deu para colocar um comentário, mas vc imagina que sonhei que estava em um desdes lugares que vc descreveu? Juuuro! Por isso meu primeiro ato aqui no computador foi vir escrever-te.
    Tudo lindo e maravilhoso, amei demais.
    Beijokas.

  2. Camila

    Emília, já está ficando difícil escolher meu lugar preferido nessa sua viagem… Cada lugarzinho é mais bonitinho que o outro… Adorei a vista dessa cidade. Sem contar que o clima parecia estar ótimo! Beijos!

  3. VidaDeTurista

    Oiii Emilia, tudo bom?
    Legal conhecer mais um blog de viagem..
    Adorei que você coloca bastante fotos nos posts, pelo menos os que estive dando uma olhada..
    Quando puder, dá uma passada no meu também.. 😉
    Abraço,
    Thiago

  4. eduluz

    Emília, a teoria sobre os vinhos vale pra qualquer coisa ! Imagine que um vinho rosé tomado aqui terá o mesmo sabor quando degustado numa paisagem destas ?
    Quanto ao rosé, sou fã de alguns pois combinam bem demais com o nosso clima. Como já dizia o Riq, eles são os brancos do inverno e os tintos do verão !!
    Abs e esta viagem está deliciosa ( literalmente) !

  5. Carla

    Emília, essa sua viagem está um sonho!!! A cada nova cidade que você visita eu acrescento um item à minha listinha de lugares imperdíveis onde um dia eu PRECISO ir… 😀

  6. Ernesto

    Emilia
    PArabens por ter aprovieitado bem a viagem, e mostrado mais alguns lugares bonitos que dá vontade de conhecer!

  7. CarlaZ

    Emília, estou realmente amando essa viagem!!! Que lugares lindos!!! Que bom que você está mostrando um pouquinho pra gente.

  8. Emília

    Elisa, esse sonho é um sinal! Pega o maridão e marca umas feriazinhas na Provence e na Côte d’Azur 😆
    Achei o máximo essa história…é engraçado porque às vezes acontece comigo: a gente sonha acordado com um lugar e o inconsciente prega umas pecinhas depois 😉
    Adorei a tua visita! Alguma previsão para vir a Sampa?
    Camila, não pudemos reclamar do tempo! Às vezes ficava um pouco nublado, mas sempre quente e até deu para entrar no mar. E ainda tivemos sorte, pois o dia em que saímos do Var e fomos para o outro departamento (Alpes Marítimos, onde fica Antibes), soprou forte o mistral e não poderíamos fazer nenhum passeio de barco mesmo. Era básica a olhadinha no jornal com a previsão do tempo e dos ventos.
    Oi, Thiago, seja bem-vindo! Muito bacana o teu blog, vou dar uma olhada com mais calma…
    Quanto ao meu, é quase um fotoblog, hehe…Eu adoro foto e acho que ajuda melhor a entender o clima do lugar para quem está lendo 😀
    Edu, nós também somos fãs de rosé, estamos sempre testando vários. Agora…no caso dessa garrafa que experimentamos, ela deve ter tido problemas de acondicionamento, pois o sabor estava muito diferente. Mas que a paisagem ajuda a garrafa local, ah, ajuda 😉
    Carla, se um dia você der uma nova chance à St Tropez, dê uma esticadinha até Gassin: são uns dez minutinhos de carro do centro da cidade (quer dizer, fora de temporada). É tão tranqüilo e romântico, preservada…ai, vontade de voltar (suspiros)…
    Ernesto, esse pedaço da viagem foi sossegado, mas aproveitado a cada minuto…inclusive minutios de sono e de não fazer nada! 😀
    CarlaZ, queria ter ainda mais fotos bacanas para mostrar mais, mas acabei tirando menos do que gostaria… Se eu ainda pudesse descrever de maneira mais envolvente o clima, os detalhes…mas nada como escrever mais para treinar 😉
    Beijos para todos! 😀

  9. Elisa

    Oi Emília,
    eu contei essa “estória” de ter sonhado estar em uma cidade (o melhor é que nem sei qual era) destas que vc descreveu aqui, para meus amigos e eles morreram de rir de mim. Tem um amigo que disse: “Elisa, vc ‘viaja’ nestes blogs de viagem, já está virando fixação.” Mas foi muito foi bom, pena que acordei na melhor hora.
    Já fui visitar (não posso dizer que conheço) um pouco da Côte dAzur, mas já fazem muitos anos, fui com minhas amigas. Provence nunca fui, mas agora, depois de tudo que li aqui estou revendo meus conceitos sobre a França. Te confesso que sempre preferi a Itália e Espanha, mais Itália.
    Ainda não tenho presivão de ir a SP, mas acho que não devo demorar mais tanto, pois minhas amigas paulistas já me cobraram. A Ana me diz que desde que eu “descobrir” a TAP não quero mais partir para Europa por SP e só por Fortaleza. Mas a TAP andou me aprontando e já estou pensando em voltar para a TAM, que só tem partida do Rio ou SP. Então quem sabe se eu não passo uns dias na próxima viagem? E vc? Quando vem por aqui? Já tinha pensado em te dizer que como “Eco-Emília”, representante dos ecoturistas vc precisa fazer a rota do Delta e Lençois Maranhences.
    Beijos, Elisa

  10. carol wieser

    Por enquanto este lugar foi o que mais me encantou nessa sua viagem, mas é bom eu não me precipitar, pois tenho percebido que todos os ultimos lugares que você posta são os meus preferidos… hehehe!!!
    Estou ansiosa pelos próximos spots, mas como você mesmo disse, Gassin definitivamente é pra ser degustada aos poucos, bem devagar…
    Beijosssss

  11. Carmen

    O Departamento do Var é uma boa descoberta. Tem povos simples como Gassim, mas também muito preto povos sofisticados como St. Tropez.
    O aréa é uma mistura do rústico e o praieiro/praiano!!! Boas descobertas, Emília!!! (e bela-emília???)

  12. Emília

    Elisa, liga não para o pessoal…o Marc de vez em quando pega no meu pé também: ah, esse(s) blog(s)…ah, esse Riq 😆
    Eu também acho que são maneiras deliciosas de se viajar e um ótimo escape quando se precisar dar uma paradinha e relaxar neste dia-a-dia doido nosso. Esses dias mesmo estava dando uma olhada no blog de um casal que está dando a volta ao mundo: http://voltaaomundo2008.blogspot.com/
    Sobre a TAP, sinceramente se eu morasse no nordeste, também não usaria outra, apesar das opiniões sobre ela serem bem divergentes…Mas se decidir voltar a usar a TAM, dê um toque! 😀
    PS: São Luiz-Lençóis-Delta-Jeri é o meu maior ‘desejo de consumo’ nacional hoje. Tenho certeza absoluta que vou amar de paixão e colocar como trio-querido meu do Brasil, junto com a Chapada Diamantina e Noronha. Mas os planos para este ano ainda estão nebulosos…
    Carol, eu sinceramente ainda não consigo eleger um lugar preferido (a não ser Port Grimaud, por razões sentimentais). São todos lugares absolutamente apaixonantes para quem gosta de um lugar romântico e charmoso…Só que agora terminou a parte da França e os próximos posts…Grécia! 😉
    Um ótimo final de semana para vocês!

  13. Emília

    Carmen, o que mais atrai é justamente esse estilo chique, mas ao mesmo tempo despojadão. É como nossos anfitriões nos contaram: o Var é mais discreto e rústico, os Alpes Marítimos são mais jet-set, milionários russos e etc. E bem que percebemos isso em Antibes mesmo.
    Quanto à bela-emília, é só uma flor azulzinha que se vê de monte lá na região, junto com as primaveras (buganvílias). Só uma piadinha, hehe…aqui dá para ter uma idéia melhor da flor: http://luirig.altervista.org/photos-int/plumbago-capensis—bela-em-lia.htm

  14. Majô

    Emília,você sabe que eu também tenho um fraco por essas cidades-fofas-no-alto-do-morro e o visu apaixonante 😉
    Adoro também passear por essas ruelinhas cheias de flores cobrindo os muros, ficam um charme. As primaveras aqui no Rio são chamadas de bouganville. A Sicilia era lotada delas em todas as estradas e cidades.
    O post está lindo demais, as fotos aimeuDeus e seu relato uma delícia como sempre, ótima pausa depois de um dia cheio de trabalho 😆
    beijinhos,
    Majô

  15. Mari Campos

    Bela-Emília, tenho uma pergunta importante: 2009 vai ter uns 800 dias e eu vou ganhar muuuito dinheiro ao longo do ano??? Porque cada post novo que vc sobre me faz acrescentar mais um destino a meu périplo 2009 :mrgreen: Gassin é adorável!

  16. Emília

    Majô, agora que você falou em Sicília, acho que esse trecho da viagem bate bastante com os seus relatos de lá: ritmo tranqüilo, boa comida, lugares charmosos e o Mediterrâneo sempre. É uma tentação querer voltar sempre…(suspiros)
    Mari, se vai ter 800 dias…eu acho que não, mas uma coisa eu tenho certeza: 2009 vai ser uma espetáculo para você mulher! Estou (acho que todos estamos) ansiosíssima para ver o seu roteiro, tudo de bom! 😀
    Beijo pras duas e um ótimo final de semana!

  17. Luisa

    Emilia,
    Que lugar perfeito para uma lua-de-mel! Mais romantico, impossivel!
    Adorei a dica!
    Bjs

  18. Mariana

    Emilia!!!!!
    Vim aqui por recomendacao da Carla, vi la no blog dela um post sobre Machu Picchu e me super interessei, pq to com tudo pago ja pra ir fazer a trilha inca (tradicional, 4 dias 3 noites) so que me deparei com um medo pavoroso quando o assunto é: trilhas com abismos, penhascos. Me diga de verdade, por favor, é realmente apavorante?? Li em um site que é punk, que tem varios trechos que dao muito medo, e q quem tem panico nao consegue passar por ser super estreito, e ao lado ter o bendito “buraco” .. até que ponto isso é verdade???
    Espero que tu pegues esse comment…..
    Obrigada desde entao.
    bjs, Mari

  19. Emília

    Luisa, o teu blog é que está cheio de lugares perfeitos para lua-de-mel. Aliás, se você quiser, dá até para criar uma categoria só para isso 😀 O meu irmão está planejando a dele na Itália no ano que vem…
    Mariana, que invejinha boa! Morro de vontade de voltar e até faria novamente a trilha, acredita? Não esquente a cabeça com abismos. Sinceramente? Essa é uma coisa que não me preocupou nem um segundo durante a trilha. Apesar de ter alguns trechos com ribanceiras, é só uma parte dela e, mesmo assim, o caminho é largo e você pode ficar no cantinho sem problemas e ainda ter mais gente do lado. Olha, estamos eu e o queridão aqui tentando nos lembrar de lugares mais aterrorizadores e o único que conseguimos nos lembrar foi a subida do Wayna Pichu, já na cidade e mesmo assim nada absurdo.
    Eu não tenho medo de altura, mas não me lembro de nada que te possa deixar mal, não. Só para você ter uma idéia, tinha vários senhores de idade fazendo a trilha, inclusive uma senhora que se locomovia com dois apoios, um em cada braço. Se ela pode, com certeza você também 😉
    Relaxe e aproveite! Tenho certeza de que você vai voltar felicíssima de ter escolhido ir para lá. Depois conte aqui como foi tudo…
    Um abraço!

  20. Carla

    Emília, que saudades do TGV… 😉 Mas, olha, você começou mesmo pelo top de linha – dentre os trens que eu conheço, nenhum vence o TGV! Agora, como sugeriu o Arthur, um Hiram Bingham vinha bem a calhar, né? 😆 (E eu até hoje tenho pena de não ter ido de Puno a Cuzco no Andean Explorer…)

  21. Emília

    Carla, nada como ter uma razão para voltar! 😉
    Eu adoraria ter feito o trajeto com o Andean Explorer, deve ser uma lindíssimo, de ônibus eu já achei bacana…Da próxima vez quero pegá-lo. E também ver Nazca. E Lima. Bem, o duro é encaixar a volta na listinha que cresce 😆

  22. Carla

    Emília, eu sou mesmo uma desligada, fiz o comentário no post errado… 😆

  23. Emília

    Carla, e eu que fiz quase o mesmo comentário no seu! 😆 Temos que arranjar alguma desculpa para isso 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *