Buenos Aires

Encontros nada casuais em Bs. As.

O sábado (29/12) começou tranqüilo…queríamos curtir a manhã nos parques de Palermo. Acho essa região uma das mais agradáveis de Buenos Aires: os parques são bem cuidados e o clima é de puro relax. Principalmente no Jardín Japonés.

Esse lugar é definitivamente um favorito meu, assim como de muita gente. Cada cantinho convida a sentar e relaxar e também a clicar. Que lugar fotogênico!


O jardim não é simplesmente um lugar de relaxamento e contemplação: a fundação que o administra sempre apresenta uma agenda cheia de atividades, como cursos de danças japonesas e origami, cerimônia do chá e exposições de orquídeas. Além de contar também com um restaurante típico, que abre para almoço e jantar. Pena que não pudemos conferi-lo.

Apesar de tantas atrações, nos deixamos somente ficar num banco um longo tempo, apreciando a beleza da paisagem. E também nas pontes, observando as carpas gigantes que abriam suas enormes bocas ao ver qualquer um se demorar por ali.
Foi bem difícil se mover…na próxima vez vou levar um bom livro e um piquenique (inspirada no post da Claudia Carmello) e simplesmente ir ficando…Mas continuamos a caminhada até o Parque Tres de Febrero.

O objetivo era chegar ao Rosedal que, mesmo sem flores no verão, é um lindo parque.


O meu objetivo desta vez era visitar o Pátio Andaluz, levada pelo post da Carla, mas infelizmente ele estava fechado. Fica para uma próxima…

Saímos dali direto para Palermo, para variar 😀 Claro que era hora do almoço e fomos conferir o badalado Olsen.

O lugar tem um ambiente agradável e zen, que começa no jardim e continua no salão, todo decorado em madeiras claras, bem ao estilo nórdico. O menu tem opções de comida rápida que podem ser combinadas em entrada, prato principal e acompanhamento.
Dali seguimos para o nosso grande encontro do dia: com a Mari (y su hermana) e o Rodrigo (e a Massae)! Era para ser um cafézinho no Freddo do Pátio Bullrich, mas acabou se transformando em uma conversa de mais de 4 horas 😀
Falou-se de tudo e mais um pouco (principalmente sobre viagens, claro :mrgreen: ) e teríamos ficado muito mais. Uma unanimidade: tanto o Rodrigo como a Mari foram firmes de que nós deveríamos conhecer a Tailândia numa das próximas viagens. Quem sou eu para duvidar deles 😉
Depois de um papo tão gostoso, só restou tempo para umas comprinhas e um gostoso jantar italiano perto de casa, no Pane e Vino.

35 Comments

  1. Carla

    Que pena que o Patio Andaluz estava fechado, Emília… Mas agora você já tem um bom motivo pra voltar!!! 😀

  2. Patsy

    ah que delícia, eu adorei o jardim japones também! 😀
    e esse encontro deve ter sido demais! beijos

  3. Eduardo Luz

    Pelo teu entusiasmo na descrição do Olsen, acho que ele não foi tão bom, né ?
    Eu fui lá e achei muito bom, especialmente a degustação de vodkas com os diferentes tipos de salmão. Se bem que eu fui a noite e acho que, com o clima noturno, o lugar fica mais bonito a a iluminação era bem bacana!
    E não consegui ir ao Jardim Japonês mas depois destas fotos , já tá no caderninho …

  4. Emília

    É uma pena mesmo, Carla. E o pior é que estava com um ar desolador, não parecia estar em manutenção. Espero que reabram rapidamente.
    Puxa, Patsy, pena que você foi alguns dias mais tarde…foi uma tarde deliciosa, cheia de sorvetes e muita conversa boa. Pena que os meninos não podem vir sempre a SP…
    Eduardo, foi legal, mas realmente não me impressionou como os outros lugares. Acho que fui com expectativa de algo mais elaborado, quando na verdade a proposta deles é outra. Deveria ter ido de noite, como vocês foram…e o pior é que um dia antes estava vendo aquele ‘Ciudades y copas’ e a mocinha tinha ido justamente lá para conferir as vodcas, só expectativa, né? Acho que preciso rever os conceitos e voltar numa outra vez, só que à noite.

  5. Débora

    Que lindo esse jardim japonês! O Olsen parece bem bacana também.
    E encontrar os amigos nesse cenário é ótimo!
    Bjs

  6. Emília

    Ai, Débora, que vontade de estar no jardim japonês exatamente agora…Sossego e tranqüilidade (suspiros).
    E acabamos encontrando os meninos no shopping, na verdade…foi engraçado, já que ninguém tinha idéia de como eram os outros 😆

  7. Camila

    Emília, o Jardim Japonês foi um dos meus lugares preferidos em Buenos Aires. É tão lindo, tão tranquilo que não dá vontade de ir embora! Também gostaria de seguir a dica da Claudia Carmello lá…

  8. Chris Pessoa

    Tem um tempão que o Pátio Andaluz está fechado para restaurações. Já moro aqui há quase um ano e até agora não consegui vê-lo direito… teve uma vez que pulei aquelas fitinhas de isolamento e dei uma espiada. :-))))

  9. Majô

    Ôba, finalmente chegou o dia do encontro VNVético! Cadê as fotos que comprovam ?????
    Lindos parques mesmo, belo passeio 😉

  10. Emília

    Puxa vida, Chris, um pecado aquilo ficar fechado tanto tempo…deve ser um lugar ótimo para relaxar e ler um pouco. Bem, se você tiver novidades, dê um toque, já que você está ‘in loco’. Obrigada pelo toque!
    Ei, Majô, está duvidando de mim? 😆 É todo mundo tímido, por aqui…O dia foi ótimo, especialmente pela expectativa de encontrá-los. Aliás, sempre assim nos vários encontros 😀 Beijo!

  11. Paula

    Sou uma leitora “anônima”, mas não menos assídua desse blog! Adoroooooooo!!!!!!!Puxa…tenho uma pergunta de uma viajante de primeira viagem a BsAs…como pretendo ficar 1 semana e, pelo visto, a maioria dos restaurantes bons precisam de reserva…gostaria da indicação de 3 que realmente foram gostosos “comida/atendimento/ambiente” e o gasto médio?!
    É muito abuso?! Obrigada

  12. Majô

    Emília, tô brincando, eu sei que o encontro foi uma delícia para todos, o papo tava tão bom que ninguém ia embora, né mesmo ? 😉

  13. Ernesto

    Em SP no Ibiira também tem um bonito jardim japones para matar as saudades.

  14. Patricia

    Adoro este blog! Muito! Eu sou fã de blogs de viagens, escrevo em um, e me divirto muito por aqui! Continue sempre!
    Abraços

  15. Emília

    Oi, Paula, seja bem-vinda e obrigadinha 😀
    Vamos lá, escolher três lugares só? Olha, eu gostei muito do Social Paraíso, mas é mais para almoço. O Uriarte também é muito bacana e tem um ambiente delicioso. E para um jantar a dois, o Green Bamboo é a pedida 😉 Segundo quem foi, a Casa Cruz é maravilhosa (eu estava cansadíssima no dia em que tinha feito reserva). Os endereços estão nos posts anteriores, menos a Casa Cruz, que pode ser vista aqui: http://www.casa-cruz.com/
    Ah, a média nos três primeiros é de 150 pesos o casal (prato principal, sobremesa e vinho). O último sei que é um pouco mais caro.
    Boa viagem e aproveite!
    Majô, tava bom demais mesmo…era muito assunto! E o sorvete bom! E mais assunto de novo… 😆 Queria muito que eles viessem para Sampa para um encontro, seria demais…
    Ernesto, você sabe que sempre tive vontade de ir ao Jardim Japonês do Ibirapuera e nunca consegui? Sempre de bicicleta e complicado deixá-las por ali, sem condições. Deve ser lindo e valer muito a pena para quem está caminhando por ali.
    Oi, Patricia! Muito obrigada pela visita…escrever sobre viagens acaba virando um vício, não? Vou dar uma olhadinha no seu também 😀 Um abraço!

  16. Mari Campos

    Emília, saudades do nosso encontro! Realmente só nos despedimos porque já era tarde, né? Porque o papo não acabava nunquinha! Precisamos repetir a dose outras vezes, aqui, em Sampa, em BH ou mundo afora! 😆

  17. Paula

    Emília, muito obrigada pelas dicas! VAi ajudar muito no “roteiro” que estou tentando fazer! Pretendo ficar na Recoleta. Existe algum lugar melhor localizado na Recoleta para ficar?! Já estou tirando uma “casquinha” e curtindo BsAs pelo seu Blog. Obrigada. Abç

  18. Emília

    Mari, já sabe, estando em Sampa, é só dar um toque! Um beijo pra você 🙂 Aliás, tuuudo de bom a matéria da Grécia e bem a tempo! 😀
    Aliás, Paula, tem um link quentinho para você sentir o clima da Casa Cruz, que é do próprio blog da Mari: http://pelo-mundo.blogspot.com/2008/03/casa-cruz-eu-fui-e-me-apaixonei.html
    Sobre o melhor lugar para ficar na Recoleta, acho legal evitar somente os arredores do cemitério, que tem um belo burburinho. Eu não posso falar muito, pois o meu apezinho ficava praticamente ao lado, mas num canto bem sossegado, sendo que a apenas dois quarteirões eu já estava no meio da bagunça. Meu irmão foi duas semanas depois de mim e alugou um no Barrio Norte, região entre a Avenida Las Heras e a Santa Fé. Se você ficar entre a Callao e a Pueyrredon, vai estar num lugar tranqüilo, mas próximo do comércio da Santa Fé e da movimentação do centro da Recoleta. Os arredores da Plaza Vicente Lopez me parecem também muito agradáveis. Acho que você vai estar bem em qualquer um deles 🙂

  19. Paula

    Emília, mais uma vez. Obrigadíssima! Abç

  20. Paula

    Emília, abusando da sua boa vontade e da sua experiência, o que vc acha melhor…alugar um loft em lugar como o que vc alugou (perto do cemitério, porém um pouco afastado da agitação) ou na Arenales com Callao?!
    Outra coisa…o passeio de buquebus à colonia, valeu a pena?! O que o buquebus oferece durante o passeio?
    Obrigada, obrigada e obrigada (rsrsrs)!

  21. Emília

    Paula, a questão da localização acho que é de gosto: em uma opção você vai estar no centrinho da Recoleta (é agitado, cheio de coisas…e de turistas também), no outro, vai estar mais perto do comércio da Santa Fé, mas não muito longe também do centrinho. Acho que você vai estar bem em qualquer um que escolher.
    Quanto à Colonia, estando uma semana em Buenos, acho que vale muito a pena! Nós fizemos esse passeio (está a uns dois posts deste 😆 ) e adoramos. É rapidinho (50 minutos com o buque rápido) e tem um clima delicioso, muito tranqüilo. A Buquebus não oferece nada, só o transporte, pelo menos o que compramos. Me parece que tem uns pacotes de um dia que incluem almoço e outras coisas, mas não nos informamos. Se quiser mais informações de Colonia, dê um pulo também no Idas e Vindas, da Carla: http://idasevindas.wordpress.com/category/uruguai/colonia-del-sacramento/

  22. Paula

    Emília, mais uma vez, obrigada pelas dicas! São impecáveis!
    Já estou lendo o arquivo do blog da Carla.
    Obrigadíssima! Depois conto como foi a viagem! Abç

  23. Emília

    Maravilha, Paula, espero que seja uma viagem deliciosa 😀

  24. Dani G.

    Vocês vão acabar me convencendo a voltar um dia em Buenos Aires ! Que delicia !!!

  25. Arnaldo - FATOS & FOTOS de Viagens

    Estou em Bangkok mas dei uma passeada por Buenos Aires e deixei um abraço!

  26. Emília

    Dani, antes você vai ter que passar por aqui para mostrar o Gabs pra nós! Fofíssimo 😀
    Arnaldo, adorei a visita e as novas fotos de Bangkok estão uma maravilha, refrescaram o meu dia!
    Um abraço e aproveite bem!

  27. Diogo

    Aaaii, minha BsAs… (suspiro)
    E o Olsen é bacana mesmo né? Já dei a dica dele lá no Destemps, assim como vários outros. Ah, lembrei, o Social Paraíso te foi mto útil né?!
    Queridona, só pra desejar uma feliz páscoa, bom feriado e muitos chocos, ok?
    Um beijão

  28. Emília

    Diogo, eu amei o Social Paraíso, discreto, mas vem com tudo 😀
    Uma super Páscoa para vocês também, aproveitem!

  29. Arnaldo - FATOS & FOTOS de Viagens

    EMILIA, venho retribuir sua visita e agardecer seu comentário. Sobre ISTAMBULK ou BANGKOK, embora sejam incomparáveis, se eu pudesse opinar e sugerir, escolha a primeira, e apenas depois de conhecer Istambul, a segunda. Se vc. for ao FATOS & FOTOS de Viagens hoje verá o SEGUNDO Capítulo de “A Sagrada e Profana Bangkok”, muito extenso (um dos maiores que já escrevi) e bastante ilustrado (o que pra mim, convenhamos, não é difícil…).
    Adoraria sua visiuta e suas opiniões. Espero que o guai de Bangkok seja-lhe útil.

  30. Emília

    Arnaldo, esse seu último post de Bangkok está inacreditável! Que fotos, que descrição…Aliás, leitura recomendadíssima para quem quer chegar o mais próximo da cidade sem sair da sua 😀
    Quanto às duas cidades, se der tudo certo, Istambul sai em primeiro lugar e ainda neste ano! Vira e mexe eu volto ao Fatos e Fotos para rever mais uma dica…aliás, muito obrigada 😉

  31. Arnaldo - FATOS & FOTOS de Viagens

    PERMANEÇO ao dispôr para quaisquer dúvidas que ainda possam persistir, mesmo lendo o FATOS & FOTOS. Será um prazer ajudar a vocês a programarem sua viagem!

  32. Claudia

    Oi Emília!
    Olhaaaa, que boa idéia. Ainda não fiz piquenique em BsAs, não, mas certamente alguma lugar de Palermo seria perfeito! Ano passado aluguei um apê em Palermo pra passar uns 4 dias, foi uma delícia. Adoro esse bairro também. Quanta praça, quanto parque, quanto verde. E ainda tinha uma sorveteria Persicco na frente. Dava até pra comprar um sorvete pra viagem e levar no piquenique. Beijos!

  33. Emília

    Acho que eu me lembro deste trecho onde você ficou, Claudia, eu sempre passava por lá indo almoçar ou jantar em Palermo Viejo: tem um jardim lindo rodeado por prédios, não? (Acho que é na Avenida Las Heras). Realmente me parece uma região ótima para ficar, fora do circuito Palermo Viejo – Recoleta. Sobre o piquenique, quem sabe numa próxima? 😉 Um abraço!

  34. Sylvia Lemos

    Como uma vibana fanática , adooorei teus comentarios, Emilia.
    Espero que possamos nos encontrar em BsAs este ano !

  35. Emília

    Sylvia, com certeza adoraria te encontrar e te conhecer, e uma ótima desculpa para ir a Buenos também, hehe… 😀
    Quem sabe não rola uma visita a Porto Alegre e Vale dos Vinhedos? O Marc anda me cobrando uma viagem para lá e acho que vou tirar uns quatro dias mais para o final do ano…pode ser uma oportunidade de reunião 😉 Um beijo!

Deixe uma resposta para Sylvia Lemos Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *