Petar

Na trilha do Bethary

Estando no Petar, cavernas são o prato principal e, nesse segundo dia, não seria muito diferente: entraríamos em uma delas. Mas a maior parte do dia seria curtida ao ar livre.

Amanheceu um belo dia e seguimos para a sede do parque para iniciar a trilha do rio Bethary, que segue subindo o rio por uns quatro quilômetros, até ser limitada por duas cachoeiras.

O caminho é praticamente todo percorrido por trilhas laterais ao rio, mas o divertido é que os lados se alternam, portanto…atravessa-se o rio muitas vezes, refrescando as pernas e os pés do calor da trilha 😀

A mata que envolve a trilha é maravilhosa, como só a mata atlântica sabe ser: flores por todos os lados…

…incluindo muitas e muitas bromélias…

…e os caetês, atraindo os olhares no meio do verde.

Às vezes, quando a trilha segue por um patamar alto em relação ao rio, dá para ver algumas piscinas naturais. Que vontade de parar em cada uma delas…

É um passeio delicioso, não muito puxado, sempre com a visão do rio e o barulho dos pássaros, e muitas flores, sempre.

Como se ainda não bastasse, ainda tínhamos as cachoeiras no final do caminho. A primeira é a das Andorinhas, com 35 metros, com entrada por um pequeno cânion.

Gente, que água gelada…mas depois que você se acostuma é uma delícia. O toque esquisito fica por conta do visual biquíni + tênis 🙄 , sempre usado para evitar escorregar nas pedras sem fim.
A segunda cachoeira, separada poucos metros da primeira, é a do Betarizinho, com 45 metros, linda demais.

Ela tem vários poços para banho e a sua vantagem é que bate sol em alguns pontos, o que ajuda no relaxamento 😀

Maravilha…um lanchinho e todos prontos para voltar. Ainda tínhamos uma caverna pela frente! Mas essa fica para um próximo post…

17 Comments

  1. Arthur

    Lindas fotos e ambientes, Emilia, parabéns. Depois dê as dicas de transporte, alimentação e hospedagem!

  2. Eduardo Dubó

    Eu venho acompanhando com entusiasmo a descrição das Cavernas do Petar. Qual não foi minha surpresa quando, hoje, ao comprar a Revista Terra desse mês, deparei-me com uma reportagem sobre o mesmo parque.
    Eu adoro ver quando os blogueiros antecipam as matérias de grandes revistas de aventura, viagens, expedições, etc.
    Só me fez ficar ainda mais ansioso para as próximas histórias daqui. Rolou a Caverna da Casa de Pedra? Incrível!
    Parabéns!

  3. Carmen

    É um lugar paradisíaco. Perfecto para una buena caminata: sol, sombra y agua dulce (boa companhia pra um longo passeio).
    Adoro as bromélias e as heliconias. En mi país nâo há e sempre que las veo recuerdo mi primer viaje a Costa Rica.
    Emília, você seguro que está en boa forma!!!. Nâo necesita ir al gimnasio.
    Tchau.

  4. Emília

    Oi, Arthur! Pode deixar…vou finalizar com as ‘páginas amarelas’: caminhos, pousadas, guias e etc.
    E você, para quando está programando a próxima?
    Um abraço!
    Eduardo, super bom você ter comentado sobre a Terra, vou comprar para dar uma olhada. Bacana estar em sintonia com eles, hehe 😀
    Já a Casa de Pedra…morro de vontade. A caverna está interditada para visitação, você só pode fazer a trilha de acesso. Fomos informados sobre isso e desanimamos, mas o pessoal da pousada falou que, mesmo sem poder entrar, a trilha é linda e a visão da caverna, inacreditável. Então…já está totalmente no esquema para uma próxima vez no Petar.
    PS: Tem alguma idéia de quando volta o Idéia Guia?
    Carmen, adoro helicônias também, são tão fotogênicas! E se destacam tanto contra o verde da mata…A vegetação da Costa Rica é muito parecida mesmo com o que temos aqui. Belíssimo lugar, aliás, é um dos próximos na lista de posts.
    (Preciso ir à academia, sim…para o corpo sentir menos no dia seguinte 😉 )

  5. Luisa

    Amei as fotos! Que saudades desse verde mata atlântica! Seu tour pelo Petar está deslumbrante, não vejo a hora do post sobre a outra caverna!

  6. Eduardo Dubó

    Emilia, na verdade o Idéia Guia precisava dar uma rápida parada, principalmente no modelo de votação das idéias e apresentação das mesmas na semana seguinte. Tava difícil fazer a manutenção do blog pressionado por ter que tratar de um tema. Agora a coisa deverá ser mais flexível. Estou trabalhando em algumas mudanças. Mesmo assim, volta e meia, pintará uma nova idéia por lá. Valeu pela pergunta.
    Grande abraço!

  7. Érica França

    Também estou ansiosa pelas dicas de hospedagem e outras. Esta série de posts está muito bom. Beijos.

  8. Emília

    É Luisa…mata atlântica vai ser um pouco difícil pra você, mas também, com tanta coisa maravilhosa por aí, não dá nem para reclamar, né? Aliás, em que região da Itália você mora?
    Eduardo, depois conte aqui para a gente como vai ficar, ok?
    Érica, obrigadinha pelas visitas, ainda vai ter mais algumas coisinhas sobre o Petar, sim. Beijo!

  9. Marcio

    Demais o post!! Os gringos aqui babam quando visitam um lugar como o Petar no Brasil.
    Bjo!

  10. Luisa

    Emilia, moro em Milão e, realmente não reclamo, aqui tem coisas maravilhosas, mas são coisas maravilhosas diferentes das coisas maravilhosas do Brasil e a saudade é inevitável.
    Bjs

  11. Patsy

    Eco-milia arrasando como sempre. Esse caminho achei mais legal, fácil, com essas cachoeiras, lindo demais.
    Bju

  12. Emília

    Marcio, de babar estão os seus posts sobre a Grécia! O que são aquelas fotos de Santorini? Se der tudo certo, vou para lá no ano que vem e vou conferir tuas dicas ao vivo 😀
    Luisa, te entendo. Eu curto demais tudo isso por aqui e sentiria muita falta dessa natureza inacreditável nossa…
    Patsy, essa trilha é só diversão mesmo, muita subida e descida de pedra, mas nada absurdo. É para aproveitar mesmo.
    A Eco-mília agradece a visita 😆

  13. Carla Castro

    Emília, mais um post lindo!!!
    Tenho paixao por trilhas no meio da mata e a mata atlantica é linda para este tipo de passeio!!!
    Mas por enquanto, estou aqui vendo as folhas amarelinhas cairem!!! O que também tem sido lindo!
    Passeio ECO sao totalmente minha praia e estou louca para ver seu proximo post!
    Abracos,
    Carla

  14. Mari Campos

    Emília, o post tá lindo mesmo! E o nosso café em BsAs, sai ou não sai??? 😆

  15. Emília

    Carla, os teus passeios eco na República Tcheca estão muito bacanas. Aliás, tanto os posts urbanos quanto os de natureza estão ótimos, o bom é que a gente sabe que vai ter muito mais :mrgreen:
    Mari, obrigadinha! E claro que o café sai! Se for no Alvear eu levo o meu tailleurzinho 😀
    Bom final de semana!

  16. Pingback: Brazil Travel Blog » Blog Archive » PETAR, a pot-holer’s paradise

  17. Pingback: blog de São Paulo » Blog Archive » PETAR, el paraíso de las cuevas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *