Ilhabela

Um dia de puro ócio

 
No dia seguinte é que pudemos curtir de verdade a praia…Bonete tem cerca de 600m, sendo que o canto esquerdo (olhando do mar) é bem agitado e próprio para o pessoal que gosta de surfe.
 
A praia também tem um riozinho desaguando no seu canto direito…

…que também é o lugar preferido para os pescadores guardarem seus barcos.

O canto direito também deve ser bom para fazer um snorkeling, mas tinha esquecido o meu…

É um lugar ideal para se fazer nada e era exatamente esta a proposta do dia: tomar sol, ler, tomar banho de mar e banho de rio, bebericar, comer, andar…puro relax.

Como vocês podem ver, a praia é um sossego só…quando estávamos lendo nesse canto aí da foto de cima tivemos somente a companhia de algumas senhoras da vila, que aparentemente estavam curtindo o sábado, como nós.

Almoçar na baixa temporada foi algo um pouco mais difícil, já que todos os barzinhos de praia estavam fechados (no único aberto a senhora que cozinhava disse que não podia nos servir, pois estava preparando a festa da netinha dela – que ouvimos depois ao longe 😀 ). A pousada não oferece almoço, mas se prontificaram para passar uma encomenda por rádio, se quiséssemos.
Claro que sim…e fomos parar na Petiscaria Nema, um lugar na beira do rio, que serve comida caseira.

Almoçamos uma saladinha e PF tradicional de peixe, com direito a farofa de taioba, uma especialidade caiçara. O lugar é simples e muito agradável, com um pequeno deck sobre o rio.

Depois do almoço aproveitamos para conhecer a vila, que é muito organizada e bucólica.


Quer dizer…nem tão bucólica assim 🙄

Essa igrejinha simpática fica na beira da praia.

Querendo variar um pouco, de Bonete dá para continuar no sentido leste até as praias de Enchovas (uma hora de caminhada) e Indaiatuba, em seguida. Era o que queríamos fazer, se tivéssemos mais um dia (e pernas menos doloridas 😳 ).
Mas só voltamos para relaxar na pousada…

Depois de um jantar à luz de velas, ouvindo o som do mar, saímos para a praia. Pouquíssimas luzes na vila, só a lua, quase cheia, ajudando na caminhada.
Mas sugerimos que você leve uma lanterna…é uma surpresa iluminar a areia e se surpreender com centenas de pequenas luzes se movendo: são os sirizinhos que aproveitam o sossego da noite para sair da toca e prosseguir com sua rotina 😀
A lanterna também ajuda a tomar cuidado e não atropelar um pobre coitado. Pelo meu cabeçalho também dá para perceber que eu adoro siris, não?  😉
Um fim perfeito para um belo dia 😀

19 Comments

  1. Mari Campos

    ai, nem precisava dessas fotos maravilhooooosas… eu já estava fisgada só pelo título: um dia de puro ócio… que mais dá pra querer????? 😉

  2. Carmen

    Emília,
    Este é um post pra um dia de puro ócio.
    ¡Vaya lugar más bonito!. Aún no me puedo creer que en todas las búsquedas que he hecho, en el google, en estos cinco años sobre Brasil, no encontrara nada que hiciera referencia a este lugar.
    Obrigadíssima por esta información generosa y espectacular.
    Las fotos me han encantado, sobre todo la de los barcos y la de Iglesia (me gustan estas iglesias, sencillas y blancas de Brasil, en España no son de esta manera.Estas iglesias son muy fotogénicas y de dimensión humana) y la de la vila. Esa sencillez me fascina.
    También son espectaculares las fotos de la naturaleza, bueno, Emília todo el post está MARAVILLOSO!!!
    Beijos.
    Tchau

  3. Eduardo Dubó

    Não atropelar os siris! Acho que essa foi uma grande idéia! Pelo visual, não é a toa que eles querem sair da toca…
    Lá no Idéia Guia, vamos dedicar a próxima semana às crianças, viajando pelo mundo dos desenhos animados. Se puder votar em nossa próxima enquete… está convidada.
    Grande abraço!

  4. Emília

    Mari, você não está longe… 😀
    Se você estiver precisando de uns diazinhos para desestressar, Bonete é um bom destino. Coloque uns biquinis na mochila e se mande, mulher! 😉
    Carmen, por incrível que pareça, as praias do sudeste não são muito conhecidas no exterior, mas são lindas também. O estilo é bem diferente daquelas do nordeste: nesse trecho que vai de São Sebastião, em São Paulo, até Angra, no Rio, a maioria das praias é pequena, com vegetação bem densa (Mata Atlântica) e da estrada se tem umas vistas fenomenais.
    O Tony, do blog De Viaje a Brasil, nos meus links, está fazendo um roteiro com as primeiras praias de São Sebastião.
    Já sobre as igrejas, imagino que você já deva ter conhecido a mais fotografada delas, a da Praia do Forte. É uma fofura, não?
    O seu alto-astral sempre alegra o meu bloguinho, Carmen, obrigada! 😀
    Eduardo, bom te ver por aqui…pode deixar que vou fazer uma visita lá no Idéia Guia.
    Um abraço!

  5. Marcio

    Estou morrendo de saudade de todo litoral norte!!! Isso faz muita falta para quem está fora!
    Vou curtindo por aqui! Bjo!

  6. Emília

    Marcio, eu também sou fã do litoral norte…acho que é uma paisagem única! Fora que é perto de Sampa City 😀
    Aliás, de onde você é, Marcio? SP mesmo?
    PS: Estou adorando ‘visitar’ Atenas… 😉 Se der tudo certo acho que passo por lá no ano que vem…

  7. Ernesto

    Emilia
    Quando quiser dicas sobre Atenas e Istambul e so escrever!!
    Lindo o trecho de Bonete. Voce nao escreveu sobre os borrachudos. Eles nao estavam la, ou voce preferiu esquece-los?

  8. Mauricio

    Ahhhhhhhhhhhh!!!!!
    Nossaaaaa, estou AMANDO esses posts sobre Boipeba!!!
    Sou simplesmente apaixonado por akele lugar.
    Posso dar uma dica??? Bom, vou dar, ehhehehe
    Sugiro que visite tb BARRA GRANDE.
    É um lugar lindo D+!!!
    É possivel encostar a frente da lancha nas águas de uma cachoeirinha. Deu nó nas idéias??? Pois é isso mesmo q falei… pega-se uma lancha, segue pelo rio, até uma cachoeirinha… é muito legal!! 😀
    Bjaooooooooo
    ahhh, obrigado pelo link no blogroll.
    ADORO MUITO O SEU BLOG!!!
    😀

  9. Majô

    Emília, como praia deserta e ócio combinam bem !!! 😆

  10. Renata S

    Emília,
    Esse lugar é exatamente como imaginava… ainda vai dar certo..rsrs. E que post lindo, que fotos!
    Ah, fechei meu reveillon em Boipeba também. Nâo achei pousada mais, tá tudo lotado, mas sabe como baiano é sangue bom.. já me ligaram de uma das pousadas que tentei, indicando uma cara de Salvador que tem uma casinha para alugar. Dessa vez eu vou!
    Thanks pelas mil dicas

  11. Emília

    Ernesto, os borrachudos não dão sossego mesmo. Eles falam que foram tomadas algumas providências, como colocar um microorganismo nos rios da ilha para comer as larvas do borrachudo. Além disso recomendam um repelente chamado Exposis, com uma super concentração de DEET. Ajudou, mas…tem que ficar reaplicando sempre. Nada que tenha atrapalhado a nossa estada lá.
    PS: Vou te atormentar pedindo dicas de Grécia e Turquia, sim :mrgreen:
    Mauricio, o teu site é que tá muito bacana…cheio de matérias interessantes, parabéns!
    Eu ia até Barra Grande, mas como tinha pouco tempo, Boipeba foi uma boa escolha. Eu estava vindo de Salvador e iria levar ainda mais tempo para chegar a BG. Mas estou louca para ir numa próxima vez. Eu já tinha ouvido falar nessa cachoeira e tinha achado o máximo: combinam duas coisas que eu amo, mar e cachoeira :-D.
    Majô, eu sou uma mulher meio siricotiquenta (???), não agüento muito ficar parada, mas você sabe que eu tenho conseguido baixar minha rotação ultimamente. Fiquei surpresa…normalmente eu teria acordado cedo para pegar a trilha para Enchovas e no entanto…fiquei com preguiça. E foi uma boa 😉
    Renata, eu tô com um feeling que desse verão não passa :mrgreen:
    E você vai adorar Boipeba! O pessoal é muito bacana mesmo e o tempo deve estar maravilhoso…tire muitas fotos e depois mande para nós. Ai, mas que saudades da Bahia… 😉

  12. Julio Lourenço

    Olá Emília.
    Bom dia !
    Adorei conhecer Bonete através dos seus olhos e de sua sensibilidade.
    Gostaria de saber, se fôr possível, detalhes sobre a máquina fotográfica que você utilizou (além da inspiração) para obter as belíssimas fotos que ilustram seu blog.
    Um grande abraço
    Julio Lourenço

  13. Diogo

    Ah, que sacanagem…
    Taí o meu atual sonho de consumo. Pronto! Já tinha te dito no post anterior, mas agora, ixi, não tem como escapar!
    E aquele deck da pousadinha, o que é aquilo?! Que sonho!
    Só to tentando encontrar uma maneira não tão cansativa de caminhar pela trilha aquele tempão todo com um mochilão e a pranhca debaixo do braço…
    Veremos!
    Bjo

  14. Emília

    Oi, Julio, obrigada pela visita 😀
    A máquina não tem nada demais: é uma Canon PowerShot A610, já a inspiração…o lugar fala por si mesmo 😉
    E também o que é justo: o meu querido também responde por uma parte das fotos.
    PS: Parabéns pelo site!
    Diogo, essa história de prancha… já tínhamos passado por mais da metade da trilha quando vejo uma pessoa se aproximando rápido de nós: ele dá um oi rápido e continua subindo a ladeira naquela facilidade…e com a prancha debaixo do braço. Me fez sentir mais fora de forma do que eu já estava 🙄
    Já vou postar um pouco mais sobre a pousada, você vai que bacana.
    Beijo!

  15. Julio

    Oi Emília,
    boa tarde !
    Obrigado pela resposta, pela visita e pelos parabéns.
    Concordo com o Diogo sobre o deck da pousada. Remete a Trancoso, em dia de puro ócio e sossego.
    Pensando em Trancoso, me veio a única pergunta que a imagem não responde por si própria : e a temperatura da água ?
    é tão perfeita quanto tudo o mais ?
    Um grande abraço
    Julio

  16. Emília

    Julio, sobre a água…ela não é quentinha, não. Dá aquele sustinho inicial 😀
    Mas para quem gosta de água, acaba se acostumando logo, logo.
    Um abraço!

  17. Renata S

    Emília, quanto ao bonete, o ano tá acabando, tem muito trabalho pra garantir o reveillon ($$$) rsrs, vamos ver se consigo logo, ou fica para o ano que vem..
    lembra que te contei que me indicaram uma casinha para alugar em boipeba, já que pousada não tem mais? fechei, enfim. bem no clima da ilha, super simples, e tenho certeza que serei feliz por lá (vou sozinha tb).
    e vi que vc vai pra BsAs no reveillon. vou em novembro, no mega ultra hiper feriadão. não sei se tem ainda muita coisa pra descobrir fora dos mega posts do VnV, mas se conseguir algo novo, te dou um toque. vou ficar perto do seu ap – na quintana com a vicente lopez. quando voltar te conto, ok?
    obrigada por tudo!!!
    ah, estou a tempos para comentar – sobre aqueles comentários sobre comer feijão.. suas fotos são incríveis, sempre! e olha que sou fotógrafa de formação (não trabalho mais com isso agora, mas disso eu entendo). parabéns pelo blog. A-DO-RO!!!!!!!!!!!!!!

  18. Emília

    Ô, Renata, obrigadinha pelos elogios…fez uma blogueira iniciante feliz 😀
    Como algumas fotos são do Marc, eu vou transmitir a ele também…
    Quanto a Boipeba, tenho certeza que você vai relaxar muito: se você está trabalhando bastante, esses diazinhos de descanso vão te fazer muito bem. Ai, já tô com saudades…(suspiros) Depois você me conta o esquema da casa, como funcionou.
    E, pois é, mulher…vou aproveitar um pouco Buenos Aires antes de começar 2008, pois primeiro semestre de cada ano é sempre muito difícil para mim em termos de viagens, é muito trabalho. Uma semaninha lá, sem stress, batendo perna tranqüilamente, vai ser muito bom 😀
    Você alugou o seu pela Bytargentina? Eu achei bem fácil o processo, bem como a Sylvia tinha comentado…Com certeza quero as dicas!
    Um abraço!

  19. Renata S

    Emilia, tentei reserva no ByTargentina, mas o ap não estava disponível.. então procurei de novo, tudo começou a ficar lotado, e a outra opção que encontrei era US$50 mais barato em outro site, o letsgoargentina.com (o mesmo ap). Fechei com eles. A única diferença é que tenho que ir ao escritório para fechar o contrato (no ByT eles vâo até o ap, até agora me pergunto se a economia valeu a pena..rs). Mas vou torcer, acho que não tem erro, tem um comentario no VnV de alguem que alugou com eles e deu tudo certo. Na volta conto. Quanto às dicas, se descobrir, juro que conto.
    Grande abraço!

Deixe uma resposta para Eduardo Dubó Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *