Grécia

Perdida na cidade antiga

IMG_8705a
Se a ilha inteira é um acontecimento, a cidade antiga de Rodes é um mundo concentrado em muralhas de pedra, no extremo norte da ilha. Que, aliás, são um capítulo à parte…

IMG_8712a

A minha entrada era o Portão de São João (ou Koskinou), o mais próximo do hotel, o Andreas. Pausa para admirar a estrutura da muralha e seu fosso, antes de entrar no labirinto…
IMG_8546a
… deixando para trás a cidade moderna e comum: eu entrava numa outra realidade.
IMG_8552a
Arrepios só com a lembrança dos primeiros momentos arrastando a mala pelas calçadas de pedra. O desconforto era minimizado pelo assombro de ver uma cidade medieval muitíssimo bem preservada, silenciosa…cada rua, cada beco estimulavam a ir além. O que foi devidamente feito mais tarde…e sem malas :mrgreen:
IMG_8366aIMG_8372a
Ver o cair da tarde sobre as casas e as muralhas traz uma sensação de melancolia, saudades de algo que não se viveu. E a noite não é menos impressionante…
IMG_8560a
Na cidade antiga é possível caminhar por ruas desertas, encontrando moradores, ter a sensação de ser o único turista ali… e quanto mais ao sul se anda, dentro das muralhas, mais isso é evidente. Eu tive a sorte de me hospedar num hotel que, embora simples, tem um dos atendimentos mais gentis que experimentei na Grécia…além de estar justamente nessa área calma, com uma super atmosfera.

Old%20Town%20of%20Rhodes%20Map

(mapa de www.rodosnightlife.com)
Mas áreas agitadas e cheias de lojas também existem, assim como pracinhas tomadas por gente querendo curtir o resto do verão ao ar livre. Para quem prefere essa segunda opção, os pontos certos são a Praça Ippokratous…
IMG_8612aIMG_8613a
… e a rua Sokratous, a mais movimentada e comercial. Aqui o espírito medieval e aquele do século XXI se encontram 😉
IMG_8621a

IMG_8374a

Ao subi-la, é inevitável sentir que todos os visitantes da cidade tenham se concentrado ali. Mas é preciso continuar, seguindo entre as joalherias e lojas de souvenires, pois no final da rua está um cantinho com todo um jeito islâmico, que inclui a mesquita Süleyman…

IMG_8625a

 e a biblioteca muçulmana.

IMG_8635aIMG_8636a

Igrejas ortodoxas, sinagogas, mesquitas…essa mistura de povos, religiões e suas influências na arquitetura é um dos maiores prazeres ao se andar por aqui.

IMG_8607a

E para provar o contraste, logo ao lado da mesquita está um dos maiores atrações da cidade antiga, o medieval Palácio do Grão-Mestre. Era aqui a sede da Ordem dos Cavaleiros de São João, enquanto estes estiveram no controle da ilha. Hoje a construção abriga um museu com esculturas e mosaicos da ilha de Kos, além de exposições temporárias. É daqui que sai o passeio semanal pelas muralhas: pena que só acontece uma vez por semana (deve ser espetacular).

IMG_8648a

Logo em frente ao palácio começa (ou termina?) a Rua dos Cavaleiros (Ippoton). A minha primeira visão dela foi de impacto: à noite, deserta, com a iluminação misteriosa, típica do intra-muros. Lindo, de babar…pena que as minhas fotos não deram conta do que eu estava vendo. Melhor ficar com algumas tiradas durante o dia.

IMG_8693a

Era nessa rua estreita, cheia de prédios dourados, que viviam os Cavaleiros de São João, divididos em ‘albergues’ de acordo com sua origem, ou línguas que falavam: França, Inglaterra, Alemanha, Itália, Aragão, Auvergne e Provence. Cada um pode ser identificado pelos brasões nas fachadas… 

IMG_8677aIMG_8687a

Eles foram os controladores da ilha desde o começo do século XIV até 1522, quando a ilha foi sitiada e tomada pelo sultão Süleyman, iniciando o período de dominação otomana em Rodes. Hoje em dia, os prédios são ocupados por consulados, bancos, escritórios…tudo muito prático e moderno, mas que não interfere com a impressão que se tem ao entrar na rua e atravessá-la inteira, especialmente no final da tarde, quando a luz do sol ilumina as pedras das fachadas…

IMG_8684a

A Rua dos Cavaleiros está no limite norte da cidade antiga e a partir dali pode-se sair dela e visitar o porto comercial, onde atracam os cruzeiros: um bom lugar também para se apreciar a beleza e grandiosidade das muralhas. Dali é só subir em direção à cidade nova, onde se percebe claramente a ocupação italiana nos prédios fascistas, como o da prefeitura, nos de inspiração veneziana ou art-déco, como o exótico aquário da cidade, na extrema ponta norte da ilha.

IMG_8726a

A exploração pode terminar em um ponto conhecido, bem ao lado da cidade nova: o porto de Mandraki.

IMG_8720a

A fama vem da sugestão de ter sido ali, na entrada do porto, a posição do Colosso de Rodes, uma das oito maravilhas do mundo antigo. Tudo é especulação, pois nem se tem certeza da existência da estátua, uma gigantesca reprodução do deus Helios, feita inteiramente de bronze.

IMG_8716a

Se a essa altura o cansaço ainda não deu as caras, o melhor a fazer é voltar para o início do tabuleiro e continuar a se perder pelos cantinhos da cidade antiga…principalmente se a noite já tiver caído. Depois escolha um bom restaurante, como o Nireas, meu preferido: comida excelente, atendimento simpaticíssimo, numa pequena pracinha. Ou então o restaurante do hotel Marco Polo: comida grega moderna ao ar livre, em um pátio com laranjeiras e fontes, uma delícia.

Depois do jantar, faça mais um esforço e continue caminhando…depois da meia-noite já não há praticamente ninguém nas ruas e a recompensa é certa: não há como esquecer a sensação de ter viajado no tempo.

IMG_8394a

42 Comments

  1. Arnaldo - FATOS & FOTOS de Viagens

    Eu já estive em Rodes e infelizmente foi num dia extremamente chuvoso. Me recordo do quanto gostei da vista da cidade, que se tinha do porto, cujas muralhas e aquela coluna com o veado de bronze dominavam.
    Depois, sob guarda-chuvas, me recordo do quanto me impressionei com a rua onde viviam os Cavaleiros de São João, que você mostrou bem numa foto. Achei um espetáculo o palácio.
    Todavia, ao terminar de ler esse ótimo post de Rodes é que percebo o quanto foi pouca a permanência e o quanto deve ter sido delicioso permanecer nela uma noite.
    Como eu gostaria de retornar a Rodes, talvez indo direto de Atenas até lá, se houver um.
    Parabéns!

  2. Emília

    Arnaldo, a cidade de Rodes é para ser visitada num dia de sol, de preferência curtindo o final da tarde, quando tudo ganha um tom dourado. Lindo, lindo…
    Eu recomendo que se passe um dia inteiro na cidade, vale a pena. Tem muito o que se visitar e dá vontade muitas vezes de sentar numa pracinha e só curtir.
    E tem vôo direto de Atenas, sim! Eu tive tantos vôos que nem me lembro mais se fui de Aegean ou de Olympic, as duas fazem este trecho.
    PS: O Palácio e a Rua dos Cavaleiros foram restaurados na época da ocupação italiana, o que gera muita controvérsia, inclusive no aspecto técnico. Internamente no palácio dá até para perceber algumas ‘interferências’, mas externamente e na rua não se tem essa sensação, não é mesmo?

  3. CarlaZ

    Nossa, que suepresa! Eu espero de uma ilha grega praias e vem essa cidade medieval maravilhosa!
    E mais uma vez eu falo…Rodes ficou pra próxima…

  4. Emília

    Carlinha, até tem praias em Rodes, mas sabe aquele tipo praia super extensa, milhares de espreguiçadeiras, hotéis grandalhões e muitos europeus do norte virando camarões? Como eu já tinha visto praias muito mais bacanas nas outras ilhas, preferi passar batido e investir em algo diferente 😀

  5. Larissa

    Parabéns pelas dicas sobre Rodes. Suas fotos estão ótimas!!

  6. Mô Gribel

    Emília,
    Achei lindo, lindo, lindo!
    A Rua dos Cavalheiros é demais!
    Acho que vou colocar a Grécia no ‘to go’.
    Beijos

  7. Camila

    Emília, adorei quando você disse que sentiu “saudades de algo que não se viveu”. Me identifiquei! 😉 Acho que é por isso que gosto tanto de cidades históricas. Achei Rodes apaixonante!

  8. Pedro Guerra

    Olá,
    Parabéns pela iniciativa de escrever um blog sobre viagem e turismo.
    Desejo-lhe sucesso!
    Um abraço,

  9. Rico da Artigolândia

    Cidades medievais são mesmo apaixonantes!
    Essa mistura de história com paisagens indescritíveis para mim são a melhor receita para o turismo!
    Parabéns pelo trabalho!
    Abraços

  10. Mari Campos

    Querida, seus pots continuam tao inspirados!!! “saudades de algo que não se viveu”, que coisa linda! Tambem me identifico muito.
    Parabens pelo texto delicioso e pelas fotos tao lindas. Bjs!

  11. ☆☆ Martinha ☆☆

    Emilia..
    Muito bom ver um novo post, e ainda sobre a Grécia..
    Pensei que não tivesse nada + maravilhoso para ser mostrado..
    Que bom que me enganei..
    Amei as fotos.. o estilo Medieval de algumas delas me encanta!!
    Parabéns!!
    Bjinhos
    =)

  12. eduluz

    Caramba, professora, este post está um espetáculo.
    Está tão bom e didático que poderia ser o capítulo inicial de um belo livro de suspense ( dá a sensação de que alguma coisa irá acontecer dentro das muralhas, na Cidade Velha).
    Agora eu entendo o porque dos posts da Turquia estarem cada vez mais distantes! É porque você tem muito o que falar sobre a Grécia, né?
    Me explica uma coisa : o que é comida grega moderna ?
    Abs.

  13. Emília

    É, pessoal, a novela grega segue em direção ao capítulo final 😆 (Aliás, telenovela grega é a Kalon, da Patricia do Turomaquia, hehe…): http://www.turomaquia.com/2009/01/indice-grecia.html
    Larissa, obrigada! 😀
    Mô, Grécia está longe de ser só praias, tem essa mistura bacana de história e vilarejos fofos que acho que você gostaria muito! Rodes é ‘must go’ total 😉
    Camila, é isso o que eu sinto em vários lugares, como nas cidades históricas…acho que você me entende. Eu viajo no tempo de verdade!
    Obrigada pela visita, Pedro!
    Rico, natureza + história = destino imbatível (para mim, pelo menos, hehe…)
    Mari, obrigada! Os seus de Istambul também fizeram muita gente viajar…estava uma delícia a discussão no Twitter! (Depois de fazer os posts práticos da Grécia, é a minha vez de entrar no destino…)
    Martinha, Rodes foi meu último ponto de visitação na Grécia e devo dizer que fiquei muito feliz que tenha sido. É um dos lugares mais especiais que visitei no país e uma ilha imperdível:-D
    Edu, realmente aconteceu algo dentro das muralhas…eu me apaixonei pela cidade! Rss… Vou te contar: tanto Rodes como Istambul foram destinos muito especiais nesta viagem, estava (e estou) ansiosa para escrevê-los.
    Quanto à comida grega moderna, devo dizer que esse é um rótulo meu, hehe…A maior parte do que se encontra no país é a comida de taverna, um pouco padronizada e pesada. Alguns restaurantes conseguem sair da mesmice e deixar os pratos mais leves, reinventar clássicos ou até mesmo, raramente, criar algo bem diferente. Nesse restaurante, em especial, eu me lembro de ter comido porco com figos ao mel e queijo de cabra. Estava finamente preparado e delicioso, o que é sempre uma boa surpresa. Mas devo dizer que o ambiente ajudou muito 😀

  14. Cadu Maranhão

    Oi, Emília
    Há tempos leio teu blog.
    Depois de anos e anos viajando, resolvi criar o meu.
    Queria muito que vc me visitasse.
    Passa lá.
    Forte abraço,
    Cadu
    http://www.golindica.com.br/especial/gol/blog-viajar-e-um-barato/

  15. Emília

    Oi, Cadu!
    Fico feliz que tenha começado seu blog, você vai ver que é uma delícia 😀
    Obrigada pelas visitas e um abraço!

  16. BrasiLéo

    Wow!
    Essa sua segunda foto me faz lembrar uma vela em formato de torre/castelo que meu tio trouxe de uma de suas viagens à Europa…long time ago.
    Lindo!
    Abs.
    🙂

  17. Ícaro Magalhães

    Olá Emília,
    Me chamo Ícaro, faço parte da Propeg Comunicação, uma agência de publicidade baiana. Estamos realizando uma pesquisa que trata sobre destinos turísticos e através do contato com Ricardo Freire chegamos ao seu blog. Como não encontrei seu e-mail resolvi deixar um comentário por aqui.
    Se possível entre em contato conosco para que possamos conversar melhor.
    Abçs,
    Ícaro Magalhães
    Propeg Comunicação
    icaro.magalhaes@propeg.com.br

  18. Claudia

    Seu blog tem registro de lugares muito interessantes. Vou pedir sua autorização para coloca-lo no meu blogroll. Certo? Meu blog se chama http://www.viajarpelomundo.com
    Claudia

  19. Arthur

    Essa sensação de voltar no tempo em cidades ou bairros históricos é muito interessante, é como uma realidade virtual. Realmente, foram belíssimos lugares para uma lua de mel. Quer dizer, esqueci: ainda falta a Turquia!
    Abraços!

  20. Emília

    Léo, essa entrada principal de Rodes é bem o estereótipo de construção medieval, não é mesmo? Dá até para perguntar onde está o fosso (está do outro lado) 😉
    Oi, Claudia
    Claro que pode, obrigada! Aliás, aproveito para comentar que adorei o seu post de Belgrado, um destino novo que foi bacana conhecer através do seu blog (eu tinha visto na época no VnV).
    Um abraço! 😀
    Arthur, eu tenho que admitir que tenho um pezinho no passado e que alguns lugares realmente mexem com a imaginação…mas acho que todos nós temos nossas fantasias históricas, não é verdade? 😉
    Uma ótima semana para todos!

  21. Carol Wieser | Travel Forever

    Uma retorspectiva grega medieval. Uau, adorei seu texto. Aliás, eles estão cada vez melhores, tão sensíveis. Perfeitos. Assim como o destino…
    Beijos

  22. afrancesa

    Emília, que relatos deliciosos. EU TENHO que voltar à Grécia 🙂
    Beijocas!

  23. Emília

    Obrigadíssima, Carol! Fico muito feliz que tenha conseguido transmitir um pouquinho do que é ter estado em Rodes. É um lugar que recomendo totalmente 😀
    (Aliás, estou curiosa para ver teus posts e fotos (inclusive subaquáticas!) de Los Roques 😉 )
    Flavia, você é referência e tem que volta a Grécia sim, hehe…vc está na minha lista de blogs a conferir, que vou reunir assim que terminar o próximo post, que é o último de Rodes e do país.
    Um abraço! 😀

  24. brasildestino

    Gosto muito da cultura grega mas ainda não conheço esse belo pais mas espero poder conhece-lo em breve juntando meus ponto da Royal Holiday e assim compartilhar com voces esse experiencia tambem.
    Muito legal o blog!
    http://www.brasildestino.wordpress.com

  25. Paula*

    Querida, que lugar lindo! Que fotos lindas!
    Adorei essa sua viagem! Todas as dicas estão devidamente anotadas, pois, como vc sabe, Grécia é um sonho que será realizado! (É assim que se fala, né?!) 😉
    Bjks

  26. Silvia Oliveira - Matraqueando

    Destino cinematográfico, com cultura e história antiga! Lindo! Parabéns! Bjs!

  27. Emília

    Obrigada, meninas!
    (PS: É assim mesmo, Paula! Você e o Fred iriam adorar, tenho certeza 😉 )

  28. FH

    é praticamente andar e respirar cultura, respirar história e em pouco tempo fazer uma grande viagem pela antiguidade.
    PArabens pelo post!

  29. Emília

    É, com certeza, uma viagem no tempo, FH!
    Obrigada 😀

    • Bebel Bandeira

      Emília: linda suas fotos e o seu blog. Parabéns!
      Estou com passagens pra Atenas que tenho que usar até maio de 2010. Minha dúvida é como me deslocar entre as ilhas. É possível fazer de barco, por exemplo, de Santorini para Rhodes ou o avião é a melhor opção?
      Beijos, Izabel

      • Emília

        Izabel, obrigada 😀
        Eu não usei barco na minha viagem, mas gostaria de ter experimentado para as ilhas mais próximas. Agora para Rodes…eu acho melhor o avião mesmo. A ilha está mais próxima da Turquia do que da Grécia continental e, a menos que você não se importe de passar umas 15 horas no ferry, acho que o avião é o mais recomendado neste caso.

  30. Majô

    Emília, seu post está lindo, tanto as fotos como o texto !
    Ai estas cidades cheias de história e preservadas são pérolas, e quem sabe estávamos por lá naquela época 😉
    Deixo aqui um super beijo pelo dia de hoje 😆

  31. Ernesto

    Emilia
    Parabens e um grenade ano para voce!
    Tenho certeza de que muitas coisas boas vão acontecer para voce este ano.
    Crescimento, renovação, e descobertas!
    E é claro muitas viagens legais para voce fazer e contar para todos nós!

  32. Emília

    Majô e Ernesto, obrigada pelos desejos de aniversário! 😀

  33. Emília

    Majô e Ernesto, obrigada pelos desejos de aniversário! 😀

  34. Cristina

    Emília,
    ontem deu problema no blog para meu acesso – a URL não foi encontrada, mas hoje to aqui lendo o tudo. Rodes ficará para a 2a vez na Grécia, mas que delícia. Aproveito para desejar muitas felicidades pela nova idade!!! (ainda que atrasada). bjs, Cristina (VnV)

  35. Carmen

    Que é essa beleza! Rodas agora está em minha lista de lugares que eu quero conhecer!
    Bonita Rodas compêndio de mitologia, história e arte. Gostei muito do post. Um saludo.

  36. Carmen

    Que é essa beleza! Rodas agora está em minha lista de lugares que eu quero conhecer!
    Bonita Rodas compêndio de mitologia, história e arte. Gostei muito do post. Um saludo.

  37. Davi

    Olá
    Gostaria de te parabenizar pelo blog. Encontrei-o meio que sem querer e logo já estava apaixonado pelos seus textos e fotos .
    Me chamo Davi, sou estudante de jornalismo e meu trabalho de conclusao de curso é um livro sobre minhas viagens pela Europa de Mochila.
    Alguns textos estao no meu blog (que ainda está em construçao mas aos pouquinhos vai ficando mto legal. :P)
    http://vousairparaveroceu.blogspot.com/
    Abraçao e parabéns mais uma vez

  38. Emília

    Cristina, obrigada! E como eu te respondi no outro post, tem muita coisa que fica para uma segunda vez na Grécia, difícil cortar destinos para caber no roteiro… 😀
    Carmen, Rodes é recomendadíssima para quem gosta de natureza e história, um dos melhores destinos gregos.
    Um abraço!
    Davi, muito bacana o teu site e teu projeto…adorei o post sobre o Algarve, lindas fotos!
    Obrigada pela visita 😀

  39. Emília

    Cristina, obrigada! E como eu te respondi no outro post, tem muita coisa que fica para uma segunda vez na Grécia, difícil cortar destinos para caber no roteiro… 😀
    Carmen, Rodes é recomendadíssima para quem gosta de natureza e história, um dos melhores destinos gregos.
    Um abraço!
    Davi, muito bacana o teu site e teu projeto…adorei o post sobre o Algarve, lindas fotos!
    Obrigada pela visita 😀

  40. Pingback: Grécia: Índice « A Turista Acidental

Deixe uma resposta para Mô Gribel Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *